segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Dez mandamentos do eleitor consciente.
Segundo Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior – PUC-SP
os mandamentos foram elaborados a partir de ditados populares 
para ajudar os eleitores a votar em candidatos 
comprometidos com as classes populares. 
Aqui transcrevemos os dez mandamentos do eleitor 
elaborados pela equipe de fé e política da Região Belém. 


1. Gato escaldado tem medo de água fria. 
Conheça o passado e a biografia do candidato e a trajetória do seu partido na defesa das 
causas populares. 

2. Dize-me com quem andas e te direi quem és. 
Descubra as alianças do partido e do candidato, a que classe social pertence, que interesse 
defende, com quem está articulado. 

3. Toda mentira tem perna curta. 
Confronte a imagem e o discurso do candidato com a sua prática política passada e presente. 

4. Em rio que tem piranha, jacaré nada de costas. 
Exercite sua inteligência política votando em candidatos que defendam as causas populares e preparando-se para os dois turnos das eleições, com coerência de valores e de projeto político. 

5. Quem semeia vento colhe tempestades. 
Analise os projetos do partido do candidato para o mandato que ele vai exercer e como ele 
propõe algo novo. Suas propostas são transformadoras ou conservadoras? 

6. Quem engorda o porco é o olho do dono. 
Veja e analise a campanha do candidato. Seus gastos. Qual o seu slogan? Por que ele o 
escolheu? 

7. Uma andorinha só não faz verão. 
Quem e quais serão os ministros e assessores do primeiro escalão? Qual seu passado e suas lutas em favor da real democracia e da distribuição da riqueza e do poder do pais? 

8. Aquele que não quer quando pode não pode quando quer. 
Como o candidato visa atender aos anseios de participação do povo? Da sociedade civil? Das varias instituições nacionais? Quais serão os canais de participação popular no passado político do candidato? 

9. Quando a esmola é muita, o santo desconfia. 
As propostas do candidato são viáveis, concretas, populares ou somente promessas e mentira eleitoral? 

10. Periquito come milho, papagaio leva a fama. 
Até que ponto esta eleição será mais um passo no avanço da luta de classe trabalhadora? 
Como este processo eleitoral ajudará na maior organização dos negros, mulheres, índios, 
camponeses, operários, crianças, jovens em núcleos organizados nas bases, nas fabricas e no campo? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário