segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Vocação do Apóstolo Paulo!

“Rogai ao Senhor da messe que envie trabalhadores para sua colheita” (Mt 9,38; Lc 10,2).
A Igreja do Brasil nos convida a refletir sobre as diversas vocações presentes na comunidade: cristãos leigos e leigas, pessoas de vida consagrada e ministros ordenados.
Todo ser humano é convidado por Deus a desenvolver e viver plenamente sua vocação. A vocação do Apóstolo Paulo se insere neste contexto de resposta ao chamdo de Deus para uma misão especial! Uma vocação que vai se firmando por causa do testemunho dos cristão que não temeram derramar o sangue para anunciar o Evangelho de Jesus de Cristo. Assim vemos o Apóstolo envolvido pela Luz que vem do alto e o cerca por todos os lados!




Vocação de São Paulo: Envolvido pela Luz!

1ª Luz
O martírio de Estevão

(Paulo estudando a Lei e no alto o apedrejamento de Estevão - Claudio Pastro)


O sangue dos mártires é a semente de novos cristãos. Antes mesmo que Tertuliano pronunciasse essa frase, ela já se tornava verdade na vida do mártir diácono Estevão e do perseguidor Saulo de Tarso. Saulo, fiel conhecedor e cumpridor da Lei, desejava em seu íntimo o encontro com o Deus Uno e Estevão, mesmo sendo apedrejado testemunha ver o céu aberto e o Filho do Homem a direita de Deus (cf. At 7, 56). Essas palavras do jovem seguidor de Jesus, certamente não passaram em vão na vida de Saulo. Como uma primeira luz, elas provocaram e transtornaram o seu ser.



2ª Luz
A luz maior: O encontro de Jesus e Paulo
no caminho de Damasco

(fraangelico_conversionofstpaul)


Mesmo antes de seu encontro com Jesus, podemos dizer que Paulo tinha uma extraordinária busca de Deus e um altíssimo ideal de santidade, na mais pura tradição judaica. Essa sua sensibilidade a Deus, o levou a defender com todas as forças aquilo que ele considerava o seu maior tesouro. É esse coração sensível que Jesus encontra em Paulo. E o encontro com ele foi um encontro amoroso, afetivo. Jesus acolhe Paulo com sua graça e a experiência de Damasco torna-se para ele decisiva e marcará toda sua vida. De agora em diante, ele não tem outros desejos, outros projetos, sua vida vai ser Cristo. Até ao ponto de dizer: Para mim, o viver é Cristo. (Fl 1,12)


3ª Luz
Paulo torna-se missionário do Evangelho
(Irmã Teresa Groselj)
A experiência que Paulo faz de Cristo em sua vida é tão forte e transformadora que ele não consegue conter só para ele. Como um jarro que não suporta mais a água que traz dentro de si e transborda. Desde Dasmasco, Paulo recebe a missão de anunciar o nome de Cristo entre os pagãos (cf. At 9, 15). Essa missão ele a cumpre com amor e fidelidade, não bastando os sacrifícios, os perigos, nada nem ninguém impediu Paulo de cumprir sua missão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário