terça-feira, 12 de julho de 2011

Os lugares de Maria




A mãe ensinou a tirar a relva dos vestidos e dos livros. E Maria aprendeu que havia lugares próprios para a relva crescer. Não podia deixá-la à solta, nem mesmo no seu quarto.
Prestes a entrar para a escola, Maria, curiosa, já sabia coisas demais para uma criança de seis anos. Sabia tanto que a escritora portuguesa Margarida Botelho decidiu contar um pouco de suas peripécias na obra Os lugares de Maria, um livro que revisita a infância e enfoca as relações familiares e a maneira como as crianças lidam com os conflitos sob a autoridade dos pais.


A pequena sabia contar, escrever palavras curtas e brincar de imaginar... Mas o que ela mais gostava era de pintar: com sua caixa de tintas e folhas salpicadas de cores, costumava viajar para vários lugares. Eram tantos visitados (mais de 80), que ela os organizou em caixas, conforme o Espaço e o Tempo. Assim, Maria aprendeu muitas coisas sobre eles; aprendeu que, à medida que são revisitados, apresentam diferentes histórias e possuem tempos e climas próprios; que há lugares zangados com outros; que alguns não gostam de receber muitas visitas, e que, em outros, a visita tem que ser rápida...

Margarida, a escritora, misturou seus desenhos aos da menina e conseguiu fazer desta leitura um momento de ternura e encanto para as crianças e os adultos.


Para conhecer ainda mais o trabalho de Margarida Botelho: www.margaridabotelho.com/
E para adquirir o livro “Os lugares de Maria” vá a uma das livrarias Paulinas ou pelo site: www.paulinas.org.br/loja

Nenhum comentário:

Postar um comentário