quinta-feira, 30 de junho de 2011

Paulo, Homem de Oração!

Durante essa semana estamos refletindo sobre temas que marcaram a vida do apóstolo Paulo. Hoje, 30/06, vamos refletir sobre Paulo , Homem de Oração. Veremos que a vida do Apóstolo se consumiu em dupla chama: o seu amor a Deus, manifestado em uma intensa vida de oração e o seu amor ao povo, manifestado na missão de comunicador do Evangelho.

Imagem de Irmã Teresa Groselj, fsp


“Estejam sempre alegres, rezem sem cessar. Dêem graças em todas as circunstâncias, porque esta é a vontade de Deus a respeito de vocês em Jesus Cristo.” (1TS 5, 16-18).

A Missão do Apóstolo Paulo começou em oração, e segundo a tradição, terminou também em oração, quando ele foi martirizado. Todo o seu ministério baseava-se na oração e se desenvolvia a partir dela. Para Paulo, a vida cristã era um ato de oração. Mas a oração em sua vida não surgiu só depois do seu encontro com Jesus. Paulo era um jovem fariseu “zeloso” e se considerava irrepreensível quanto à justiça. Por isso podemos dizer que ele participava plenamente das orações que faziam parte da vida dos Judeus.
Paulo reza por todos e pede orações para si, para sua missão e para os povos. Paulo Recomenda que se reze sempre para persever na fé, no bem e nos bons costumes. Paulo esteve sempre em oração, em profunda união com Deus, para evangelizar os povos. Por isso Paulo pede para que também suas comunidades colaborem com ele, sobre tudo com suas orações!
Na Carta Pastoral: Paróquia torna-te o que tu és, Dom Odilo nos diz: Pelo Batismo, recebemos o dom da graça santificante, a vida de Deus em nós, que nosso Salvador nos trouxe pela sua santa encarnação e mereceu pela sua paixão, morte e ressurreição; e pela efusão do Espírito Santificador, fomos feitos filhos e filhas de Deus já neste mundo.
Por isso, somos chamados a viver uma vida santa, como é santo Aquele que nos chamou. Isso requer de nós viver a comunhão constante com Deus, na sintonia com sua vontade e seus mandamentos; significa também honrar o nome de Deus em nós mediante uma vida digna da vocação à qual fomos chamados. A Igreja é a comunidade dos “santificados” pela graça de Deus, chamados a viver vida santa e a santificar o mundo com sua presença, sua ação e testemunho.

Um comentário:

  1. Este Livro que se refere o Canto é a Bíblia sagrada que é o Livro de Jesus Cristo o filho
    Deus.


    ResponderExcluir