quinta-feira, 23 de junho de 2011

CORPUS CHRISTI


A solenidade de “Corpus Cristi” foi instituída pelo Papa Urbano IV em 1264 com a finalidade de realçar a presença de Cristo na Eucaristia. Fonte de inspiração foram as visões da freira agostiniana Juliana de Mont Cornillon (Liège – Bélgica). A 1ª procissão solene aconteceu dia 11 de Agosto de 1264 em Orvieto (Itália). A solenidade foi decretada em 1269, seis anos após a morte de Juliana. Ele instituiu, por meio da Bula Transiturus, a festa que seria celebrada na quinta-feira após a Festa da Santissíma Trindade, que acontece no primeiro domingo depois de Pentecostes.
A festa de Corpus Christi foi adotada definitivamente somente cinquenta anos depois de Urbano IV. Em 1313, o Papa Clemente V confirmou a Bula de Urbano IV nas constituições Clementinas do Corpus Juris, tornando a Festa da Eucaristia um dever canônico mundial.
Em virtude dos protestantes, da Reforma de Lutero e dos que negavam a presença real de Cristo na Eucaristia, o Concílio de Trento (1545-1563) fortaleceu o decreto da instituição da Festa de Corpus Christi, obrigando o clero a realizar a procissão eucarística pelas ruas das cidades, como ação de graças pelo dom supremo da Eucaristia e como manifestação pública da fé na presença real de Cristo na hóstia.
Irmã Juliana de Mont Cornillon foi canonizada em 1599, pelo papa Clemente VIII."
(Fonte: Livro: Datas Comemorativas - Cívicas e Históricas, Jacinta Cericato (org.), Paulinas Editora, 2008)


Em 1 Cor 11, 23-26, encontramos um dos relatos mais antigos sobre a Instituição da Eucaristia:

“De fato, eu recebi pessoalmente do Senhor aquilo que transmiti para vocês. Na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão e, depois de dar graças, o partiu e disse: «Isto é o meu corpo que é para vocês; façam isto em memória de mim.» Do mesmo modo, após a Ceia, tomou também o cálice, dizendo: «Este cálice é a Nova Aliança no meu sangue; todas as vezes que vocês beberem dele, façam isso em memória de mim.» Portanto, todas as vezes que vocês comem deste pão e bebem deste cálice, estão anunciando a morte do Senhor, até que ele venha.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário