segunda-feira, 1 de novembro de 2010

SEGUIDORES DOS PASSOS DE PAULO

Nada surge por acaso...

Nossa Congregação de Irmãs Missionárias de Ação Paroquial não surgiu por acaso; nasceu num momento propício para atender as necessidades da Igreja.
Muitas realidades estavam destruídas pela guerra civil espanhola (1936-1939). Sem esperanças, a terra refletia as marcas profundas, regada pelo sangue de tantas pessoas... Era preciso renascer, fazer brotar vida nova, reconstruir a história.
Mas nem tudo estava perdido. Surge uma luz... Genoveva (mais tarde Madre Imaculada - fundadora das Missionárias de Ação Paroquial), uma jovem da época, repleta de vida e entusiasmo, disposta a arriscar tudo por essa reconstrução, convida em junho de 1939, algumas jovens do seu grupo chamado Juventude Feminina da Ação Católica em Carbonero el Mayor para iniciar uma Congregação com objetivo de atender, de maneira especial, a Paróquia. Lugar que seria o berço para dar início a uma grande obra.
Nada surge por acaso... Essas jovens mulheres entre tantas realidades destruídas, encontraram o lugar certo para lançar a semente da vida. O lugar era fértil. Entre tantas mortes e escuridão, surge a vida, a esperança e a alegria.
Era uma grande obra, tinha que ser comunicada e anunciada. Genoveva tinha certeza do que queria; assim como Maria, vai até D. Bernardino (motivador deste grupo - Juventude feminina da Ação Católica) levar a Boa Nova. A inquietante busca de realização aumentava cada vez mais... Essas jovens, no silêncio do coração, conservavam com gozo tudo o que ia se concretizando. No trato íntimo com o Senhor foi solidificando o alicerce, ampliando ainda mais os horizontes; é como se ouvissem sem cessar a voz do Pai: “não tenham medo, Eu estou com vocês”. E assim, depois de longa caminhada, chegaram até D. Luciano Mendes Platero (Bispo da diocese de Segóvia – fundador das Missionárias de Ação Paroquial) que as acolhe com coração. Em suas orações pedia a Deus que o ajudasse a concretizar algo que fosse de encontro às necessidades da Igreja da época... Por isso acreditou, colaborou com a formulação das Constituições e formação para as jovens religiosas. Permaneceu com elas até os últimos dias de sua vida.
No dia 07 de março de 1942, bem cedinho sete jovens repletas de entusiasmo, coragem e fé, partem para Segóvia, onde iniciam a vida comunitária, portanto dia da Fundação MAP.
Hoje, nós Missionárias de Ação Paroquial (MAP), vivemos em vários países, inclusive aqui no Brasil, nos estados do Maranhão, Goiás e São Paulo. Continuamos a espalhar a semente da fé e esperança com nosso testemunho de vida.
Nada surge por acaso...
Quem continua essa obra traz dentro de si um recado. É uma nova semente buscando aquele mesmo lugar fértil que buscaram nossas primeiras Irmãs.
Temos a clareza de que a Missão é dinâmica, e ao mesmo tempo, lucidez de que ela só tem sentido se tiver como princípio a promoção da vida e da dignidade de todos.
Hoje não temos em nossa realidade, paróquias destruídas por guerra, mas temos outros desafios no interior de nossas paróquias como, muitas vezes encontramos o desânimo, o pouco interesse em pertencer a uma comunidade, o afastamento de fiéis, a ritualização acima da vida.
Sabemos também que até a estrutura Paróquia passa por momentos de revisão e reestruturação no intuito de responder aos apelos contemporâneos. Diante disso, temos como missão a dinamização das pastorais e movimentos na Paróquia e tudo o que se refere à ela.
Principalmente na atualidade, com mudanças tão rápidas, buscamos nos instruir para realizarmos um trabalho de respeito e compreensão diante do outro diferente de nós, ou seja, atualizamo-nos para interagirmos com realidades tão diversas no interior do próprio cristianismo e da própria paróquia.
A mística que nos anima é a seguinte: “Cristo, o enviado do Pai, que se encarnou para que todos tenham vida”. Isso pressupõe a escuta atenta da Palavra de Deus que nos guia e nos convida a realizarmos tudo para a maior glória de Deus. A frase: “Tudo seja para a maior glória de Deus” é de Madre Imaculada, nossa fundadora.
Uma frase do Apóstolo Paulo na carta aos Efésios 2,5 também nos acompanha: “Tende em vós o mesmo sentimento de Cristo Jesus”.
Agradecemos ao Senhor Deus pelo Dom da Vida e da Vocação. Agradecemos também tantas vidas partilhadas desde o início de nossa história...
Que Deus nos abençoe a todos! Assim seja!

Irmãs Missionárias de Ação Paroquial - Regional São Paulo.
Contatos:
Site em construção: WWW.missionariasacaoparoquial.com.br
Email: elaine.map@hotmail.com
Fone: Comunidade Santa Tereza - São Paulo (11) 22724334.

Nenhum comentário:

Postar um comentário