segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Paulo, o artesão de Damasco

Estamos conversando todas as segundas-feiras sobre o itinerário e os detalhes da vida do Apóstolo Paulo, falamos da infância em Tarso, dos estudos em Jerusalém, da perseguição aos seguidores de Jesus, do encontro com o Senhor, mas o título do programa de hoje mais parece o nome de um romance: O artesão de Damasco! O doutor da Lei virou artesão! É o que concluem os estudiosos. Aliás, é fácil verificar em muitos textos bíblicos que Paulo, durante a vida missionária, teve uma profissão manual. Porém, o que vamos mostrar aqui é a hipótese de ele ter aprendido um ofício durante o tempo que residiu na comunidade cristã de Damasco, na Síria, depois de ter voltado de Petra, na Arábia, onde viveu por algum tempo. Paulo, já não podia sobreviver como doutor da Lei. Aí está outro passo importante no seu caminho da conversão. Saulo não se converteu de uma hora para a outra. Levou tempo para renunciar à identidade privilegiada de mestre
e doutor e assumir um modo de vida mais humilde.
É muito interessante saber dessa mudança de profissão que aconteceu na vida do apóstolo lá em Damasco. Assim ele fica mais próximo de nós e desta grande Igreja de São Paulo que é uma cidade trabalhadora.
Na semana que vem voltaremos a falar sobre esse assunto tão interessante. Deixemos Paulo lá em Damasco, aprendendo a costurar sandálias.
Ir. Maria Inês Carniato, fsp

Nenhum comentário:

Postar um comentário