quinta-feira, 28 de outubro de 2010

com a letra V...

Paulo manifesta aos Filipenses o sentido último de sua vida quando diz: “Para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Mas, se eu ainda continuar vivendo, poderei fazer algum trabalho útil. Por isso é que não sei bem o que escolher. Fico na indecisão: meu desejo é partir dessa vida e estar com Cristo, e isso é muito melhor. No entanto, por causa de vocês, é mais necessário que eu continue a viver. Convencido disso, sei que vou ficar com vocês. Sim, vou ficar com todos vocês, para ajudá-los a progredir e ter alegria na fé.”
Paulo encontra-se num dilema: viver ou morrer? No contexto da sua fé, as duas coisas se equivalem: viver é estar em função de Cristo, ou seja, da evangelização; e morrer é lucro, pois leva a estar com Cristo. Paulo resolve o dilema, não levando em conta seu próprio interesse, mas o que é melhor para a comunidade: continuar vivo, para ajudar os Filipenses a crescer e se realizar plenamente na fé.
Paulo respondeu com fidelidade a sua vocação, até às últimas conseqüências, que foi o sacrifício de sua própria vida. Trabalhou honestamente, empenhou todas as suas energias para o anuncio do Evangelho. Restava apenas ir ao encontro do Pai e receber a coroa da justiça, que é premio para aqueles que perseveram até o fim na prática do bem! Por isso ele continua a dizer com sua vida a cada um de nós: “Não nos cansemos de fazer o bem... pois essa vida que a agora vivemos, demos viver na fé do Filho de Deus que nos amou e se entregou por nós!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário