quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Damos início ao nosso Alfabeto Missionário Paulino com a letra A de...

Para Paulo o amor é a mais importante de todas as graça cristãs e a essência da de nossa vida. No centro do entendimento que Paulo tem do Evangelho está o amor salvífico de Deus, um amor Ágape, manifestado em Jesus Cristo. Para o Apóstolo, a expressão suprema desse amor de Deus por cada um de nós é a morte imerecida de Cristo na cruz como sacrifício pelos nossos pecados.
Paulo explica as características do amor Ágape em 1 Cor 13. Demonstramos o amor com paciência e bondade, não com ciúme, orgulho e arrogância. Em outras Palavras, o verdadeiro amor não é egoísta, mas está disposto a sacrificar seus próprios interesses para o bem dos outros. É esse sentimento de despojamento, que tem como modelo o próprio Cristo, que está no centro do pensamento paulino à respeito do verdadeiro amor.
Para Paulo, o amor não é apenas uma questão de fazer, é também questão de ser, por isso ele diz aos coríntios no seu famoso hino ao amor: “mesmo que eu distribua todos os meus bens, sem amor de nada me adiantaria” 1Cor 13,3. Quando fala do amor, Paulo pensa não só em atos práticos de caridade, mas também na expressão sincera de solicitude e afeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário