sexta-feira, 2 de julho de 2010

5º Dia da Novena a São Paulo dia 28/06

(Paulo em atitude de humilde oração diante de ananias - Ir. Teresa Groselj)

5ª Luz - Presença de Deus na vida de Paulo

Para o Apóstolo, a experiência com Deus foi muito mais que radical, pois foi uma experiência “vital”. Quanto à lei judaica era fariseu zeloso e irrepreensível e levava até as últimas conseqüências sua fé. Como cristão, conservou essa característica forte. A partir da revelação de Jesus em sua vida, tudo para ele tornou-se lixo em comparação com o bem superior que é conhecimento de Jesus Cristo (cf. Fl 3, 8). Paulo, um homem culto, doutor da Lei e de futuro promissor, lança tudo para o alto e valoriza unicamente a pessoa de Cristo. Ele se identifica de tal modo com Jesus que chega a dizer que viver pra ele é Cristo (cf. Fl 1, 21). A vida e o anúncio de Paulo são interligados e decorrem do Mistério de Deus vivido por ele: a missão e a vivência nascem da força do amor de Jesus que o possui por inteiro; Jesus encontra espaço no ser de Paulo, e Paulo cada vez mais deixa Jesus habitar soberano em seu coração.

Oração ao Apóstolo São Paulo

Ó São Paulo,
Patrono de nossa Arquidiocese,
discípulo e missionário de Jesus Cristo:
ensina-nos a acolher a Palavra de Deus
e abre nossos olhos à verdade do Evangelho.
Conduze-nos ao encontro com Jesus,
contagia-nos com a fé que te animou
e infunde em nós coragem e ardor missionário,
para testemunharmos a todos que
Deus habita esta Cidade imensa
e tem amor pelo seu povo!
Intercede por nós e pela Igreja de São Paulo,
ó santo apóstolo de Jesus Cristo! Amém.

Recomendações de Paulo:

“Já que vocês aceitaram Jesus Cristo como Senhor, vivam como cristãos: enraizados nele, vocês se edificam sobre ele e se apóiam na fé que lhes foi ensinada, transbordando em ações de graças. Cuidado para que ninguém escravize vocês através de filosofias enganosas e vãs, de acordo com tradições humanas, que se baseiam nos elementos do mundo, e não em Cristo.”
(Cl 2, 6-8)

Oração e despedida:

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação! Ele nos consola em todas as nossas tribulações, para que possamos consolar os que estão em qualquer tribulação, através da consolação que nós mesmos recebemos de Deus. Na verdade, assim como os sofrimentos de Cristo são numerosos para nós, assim também é grande a nossa consolação por meio de Cristo. "
(2Cor 13, 3-5.)

SÃO PAULO APÓSTOLO, ROGAI POR NÓS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário