quarta-feira, 23 de junho de 2010

1Timóteo, uma carta para o filho

(Timóteo e Paulo - divulgação do Evangelho)

Paulo não era pai biológico, mas era pai espiritual. Os Atos dos Apóstolos narram que Paulo encontrou Timóteo em Listra, cidade da Ásia Menor. Timóteo era filho de um pagão casado com uma senhora de família judaica.
Diz o pesquisador e professor Jeromme O’Connor, um dos maiores conhecedores de Paulo, que Timóteo não só foi de auxílio ao Apóstolo em todas as necessidades da missão, como também o ajudou a moldar o temperamento impulsivo e até brusco, às vezes. Fazia-o refletir duas vezes antes de falar ou de escrever, porque sabia que as expressões muito ásperas iam causar dissabores depois, ao próprio Paulo.
Timóteo liderava a comunidade de Éfeso, por indicação de Paulo, mas não estava sendo fácil, por isso, Paulo escreve para lhe dar coragem e ajudá-lo a renovar a confiança em Deus e a certeza de que o ministério apostólico traz sofrimento, mas Cristo dá sentido a tudo.
A primeira carta a Timóteo tem 6 capítulos. É curta. Lendo-a nesta semana, vamos nos preparar para refletir no próximo programa sobre a paternidade espiritual de Paulo que aparece tão claramente nas duas cartas a Timóteo.
Irmã Maria Inês Carniato, fsp

Nenhum comentário:

Postar um comentário